Escatologia - O sonho do rei Nabucodonosor

O rei Nabucodonosor da Babilônia teve um sonho, e nesse sonho ele viu uma “grande estátua” ( Daniel 2.31), que tinha “cabeça de ouro” (Daniel 2.32); “peitos e braços de prata” (Daniel 2.32); “ventre e coxas de cobre” (Daniel 2.32); “pernas de ferro” (Daniel 2.33) e “pés em parte de ferro e em parte de barro” (Daniel 2.33). O sonho do rei parecia estranho, uma estranha estátua de vários metais, do mais valioso até ao de menos valor, para finalmente acabar numa mistura de barro e ferro. Depois aparece no sonho de Nabucodonosor uma pedra que fere a estátua e se transforma numa “grande montanha”.
Cada um destas partes do corpo da estátua representava um “reino” começando com Babilônia (Daniel 2.38) – Logo a seguir vieram os Medos e Persas (Daniel 2.39) e um terceiro reino, que foi o reino da Grécia (Daniel 2.39). Finalmente um quarto reino (Daniel 2.40). A história comprova que essa sequencia de reinos culmina com Roma.
No quarto reino, ou seja, durante o reinado de Roma, uma pedra fere a estátua e ela mesma de transforma numa montanha.
“... Mas a pedra que feriu a estátua se tornou em grande montanha, que encheu toda a terra” – (Daniel 2.35).
Vejamos o significado da pedra que fere a estátua e se transforma em grande montanha e que finalmente ela enche toda a terra.
Daniel 2.44 – “Mas, nos dias desses reis, o Deus do céu levantará um reino que não será jamais destruído, e este reino não passará a outro povo, esmiuçará e consumirá todos esses reinos, mas ele mesmo subsistirá para sempre”.
Da forma como a pedra vista no sonho caiu nos pés da estátua, significava que durante o período histórico que corresponde aos pés, nos dias desses reis, Deus levantaria um Reino. Ou seja, seria inaugurado o Reino – Por isso o Senhor, e antes dele, João Batista anunciavam a proximidade do Reino. (Mateus 3.1-2 e Mateus 4.17) – Reino de fato foi inaugurado três anos e meio mais tarde, na cruz do Calvário, no seu primeiro aspecto, foi inaugurado o Reino da Graça (Hebreus 4.16)
Agora, podemos compreender que quando no futuro, na vinda de Cristo, for inaugurado o Reino da Glória, será algo real que encherá toda a terra. Esse Reino se compara em símbolos proféticos a uma montanha, uma grande montanha.
A pedra que esmiúça a estátua está esclarecida em Mateus 16.18 – “... e sobre esta pedra edificarei a minha Igreja, e as portas do inferno não prevalecerão contra ela”.
Há uma perfeita relação entre a pedra e a Comunidade, pois é a Comunidade implantada pelo Senhor que inaugurou o Reino, primeiro, no seu aspecto de Graça.
E serão os participantes desse Reino que herdará no futuro o Reino da Glória
E, chegando-vos para ele, pedra viva, reprovada, na verdade pelos homens, mas para com Deus eleita e preciosa. Vós também, como pedras vivas, sois edificados casa espiritual e sacerdócio santo, para oferecer sacrifícios espirituais agradáveis a Deus por Cristo” – 1ª Pedro 2.4-5.
A pedra de Daniel 2.35 que feriu a estátua, e se tornou grande monte, significa profeticamente um Reino estabelecido por Deus (Daniel 2.44) que será eterno, um Reino “que não será jamais destruído”, pois “as portas do inferno não prevalecerão...”.
Na profecia de Daniel a pedra que feriu a estátua se tornou um grande monte, como isto se cumpriu? Veja que Cristo é a Pedra, a Pedra Viva, mas é também a Pedra da Esquina (Atos 4.11). Nas antigas casas feitas de pedra havia uma pedra principal que suportava toda a estrutura construída sobre ela. Essa era a pedra angular, ou a pedra da esquina.
Pedro explica que Cristo é a Pedra Viva, mas também esclarece que cada pessoa que aceita fazer parte do Reino da Graça é como outra pequena pedra viva, os justificados pela graça de Deus são edificados uma casa espiritual. A Comunidade é, então, uma construção espiritual, tendo uma Pedra como base, e muitas outras pedras edificadas sobre essa base. E assim uma pedra se torna uma montanha de pedras, pois cresce em tamanho e quantidade, até que finalmente somente no Reino da Glória ela encherá “toda a terra”. Esta é a Comunidade nas suas verdadeiras origens. Grande é o privilégio de pertencer a esta Comunidade que está representado nesta profecia. Uma Comunidade onde seus discípulos são somente...
Edificados sobre o fundamento dos apóstolos e dos profetas, de que Cristo é a principal pedra da esquina” – Efésios 2.20.




2 comentários:

  1. Meu amado irmão em Cristo a sua pregacao esta muito boa ,esta cheias de bênçãos do Altíssimo mas vc se esqueceu de um simplis momento e assunto que e sóbre a pedra principal que Cristo sendo o Altíssimo em carne e osso ,edificou sobre essa pedra a sua noiva e nos seus filhos e servos ,mas A montanha que encheu toda terra e que derrubou a grande estatua será o Senhor Jesus que vira sobre Israel na grande tribulação com seu exercito de salvos ,lavados e remidos no sangue do Cordeiro ,e os reinos que representa aquela estatua ,se cumprira a palavra do Senhor apocalipse 1:7 Eis que vem com as nuvens ,e todo olho o Vera ,ate quantos o transpassaram.E todas as tribos da terra se lamentaram sobre ele .Certamente amem ,Cristo ressuscitara todos os reinos eo Anticristo junto com esses ressuscitados junto com todos os reinos citiaram a nova Jerusalém mas vira o Senhor Jesus a pedra viva e destruirar esses reinos e anticristo e o falso profeta e satanás com a sua espada que vai tirar da boca para ferir o mundo glorias a Deus ,Vem Senhor Jesus

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Glórias a Jesus! Varão que Deus continue te abençoando em nome de Jesus, muito bom seu esclarecimento muito rico, quando Jerusalém estiver sitiada no final dos 7 anos do reino da besta, Jesus volta com a igreja para acorrentar satanás por mil anos ai Jesus senta no trono em Israel e teremos o milênio. Maranata O Senhor Jesus Vem.

      Excluir